Música,

Playlist - Pequenas Grandes Bandas

17:15 Drika Rili 0 Comments

Quem me conhece sabe que eu adoro música e que quase tudo o que eu faço durante o meu dia é com o fone no ouvido. E, se tem uma coisa que eu curto muito, é ficar ouvindo coisas novas por ai e descobrindo novas maravilhas musicais que logo sobem para o topo das minhas "mais ouvidas da semana", e isso inclui uma boa quantidade de bandas "pequenas", aquelas que não são tão conhecidas pelo grande público, mas que já possuem uma base de fãs e sabemos que tem potencial. Apesar de acreditar que todas essas bandas merecem um post próprio, vim compartilhar com vocês pelo menos uma música de alguns brasileiríssimos que eu escuto e que são pouco conhecidos (ou menos do que eu acredito que deveriam ser) e que realmente merecem ser ouvidos.

Conheci esse grupo por meio de outra banda que eu já escutava e que divulgou o trabalho deles em sua página do Facebook, e assim que eu ouvi eu me apaixonei pela poesia e leveza das canções. Formada em Curitiba pelos simonamigos Lio, Lay, Shan, Jean e Luís, cada um com sua influência musical, a Simonami (Sí, Mon Ami) começou gravando um EP com um iPhone. Tiveram o talento reconhecido pelo Vinicius Nisi, membro d'A Banda Mais Bonita da Cidade, que os ajudou a produzir seu segundo EP intitulado "Então Morramos". Esse EP é o que está sendo trabalhado no momento, se modificando aos poucos e se tornando algo cada vez mais profissional e, de todas as formas, encantador.



Conheci os meninos do Quarto Negro de uma forma bem peculiar: julgando o livro pela capa. Eu estava dando uma volta em uma livraria e, na sessão de CDs encontrei o primeiro álbum deles. O que me chamou a atenção foi aquele ruivo maravilhoso da modelo da capa, coisa que nunca passa despercebida por mim. Então gravei o nome e fui procurar do que se tratava depois, e nem foi uma decepção tão grande descobrir que a modelo era só uma modelo quando dei play no vídeo e me apaixonei instantaneamente pela melodia. Atualmente eles estão prometendo lançar um novo álbum, mas enquanto fico na vontade, continuo ouvindo incansavelmente o álbum de 2011, Desconocidos.



Mudando totalmente o estilo e começado a falar das bandas de Brasília, conheci a Di Boresti quando eu estava no Ensino Médio. Meu colégio fazia as vezes alguns pequenos eventos culturais na hora do intervalo e, em um deles, a banda se apresentou tocando covers variados e algumas autorais que eles tinham acabado de lançar. Desde então, passei a acompanhar a banda que está produzindo o seu primeiro DVD (e eu fui na gravação, estou louca pra ver como vai ficar).


Meu noivo me apresentou essa banda a algum tempo, mas só fui ouvi-los mesmo quando eles tocaram na mesma casa de shows que o Brothers of Brazil. Eu estava lá para ver o show dos Brothers, e como eles tocaram antes para o lançamento de seu clipe, eu acabei curtindo o som deles e ainda bati um papo com os meninos depois do show. A partir dai passei a acompanhá-los e sempre os indico quando me perguntam sobre bandas de Brasília.



Essa banda eu também conheci por acaso. Eu estava em um festival aguardando para assistir Vanguart e eles vieram primeiro tocando alguns covers e algumas autorais. Eu curti bastante e no fim do show eles passaram vendendo o CD, acabei comprando e ele se tornou uma boa trilha sonora para dirigir.

You Might Also Like

0 comentários: