br(eat)hing

Br(eat)hing #6 - Emetofobia

15:00 Drika Rili 0 Comments

Olá galera linda. A muito tempo que recebo a pergunta "o que é emetofobia?" e eu decidi fazer esse post só pra esclarecer a todos o que exatamente acontece com quem tem essa doença (no caso, euzinha). Antes de mais nada, só queria dizer que estou bem e estou me recuperando aos poucos dos últimos acontecimentos, já voltei a comer mas ainda não recuperei todos os quilos que perdi, mas isso é questão de tempo então está tudo bem.
Enfim, apesar de não ser a fonte mais confiável do mundo, permitam-me pegar umas palavrinhas emprestadas da nossa amiga Wikipédia, pois dessa vez ela acertou.

A emetofobia é o medo excessivo ou irracional de vomitar. Quase todos os que sofrem de emetofobia sofreram algum incidente traumático envolvendo o ato de vomitar entre a idade entre seis e dez anos. Muitos afirmam que conseguem se controlar para não vomitarem. Uma pesquisa de um grupo na internet de pessoas que sofrem de emetofobia constatou que a maioria deles vomitou pela última vez há mais de doze anos. Muitos deles vomitaram cinco vezes ou menos durante toda a vida. Pessoas que sofrem de emetofobia são conhecidas por se manterem afastadas de pessoas que podem estar doentes, de modo a evitar a presença em lugares onde pessoas podem vir a vomitar, e acima de tudo, são conhecidas por manterem hábitos alimentares ultra-cuidadosos de forma a minimizar a possibilidade de vômito. Muitos deles comem pouco e de forma bastante seletiva, e evitam não só uma comida que os tenham feito vomitar um dia mas qualquer comida que tenha sido a causa do vômito de qualquer pessoa.
A Emetofobia pode afetar muito as pessoas que a possuem, podendo fazer as pessoas pararem de comer por medo. As pessoas que sentem isso normalmente acabam desenvolvendo anemia e outros problemas mais sérios. As pessoas acabam ficando instáveis em períodos chamados de "fases", onde elas se sentem mais protegidas e apesar do medo não sumir elas acabam seguindo a vida normal sem ter problemas por conta disso, e as crises onde as pessoas acabam passando por uma série de fatores psicológicos que a acabam atrapalhando bastante a vida dessas pessoas. 
Nesses períodos, as pessoas acabam ficando muito ansiosas e tendo sintomas de compulsão. Essa fobia atrapalha principalmente na hora de dormir, onde as pessoas acabam por desenvolver azia e mal estar, causadas pelo próprio medo, e muitas entram num estado de tensão. Esse medo também acaba fazendo com que seus afetados não comam comidas que já o fizeram vomitar ou que fizeram outras pessoas vomitarem, os mesmos evitam compulsivamente não comer nada fora de seu ambiente, alimentos estragados e nem fora da validade. As pessoas também desenvolvem tiques como o de ficarem dias sem comer ou se alimentando de comidas leves, já outros tomam remédios compulsivamente para não vomitar. Normalmente, os afetados pela emetofobia são as pessoas que menos vomitam, sendo que a maioria não vomita pelo menos há uns 10 anos. Dependendo do caso, é necessário tratamento, pois seus sintomas são relatados como de um pânico muito grande, desesperado. Esse pânico não é só despertado pela vontade de vomitar, mas se desperta ao ver outra pessoa vomitando. Algumas pessoas dizem que quando estão com ânsia ficam desesperados com tremedeira, e outros sintomas de apreensão.Algumas pessoas chegam a não sair de casa por medo de passar mal, e também sentem ânsia de vomito mas nunca chegam a vomitar."

Resumidamente, isso é a Emetofobia, e é com isso que eu vivo e tento superar. Essas crises descritas são o que mais pesam na minha vida, e muitas vezes eu já parei de comer por isso. Já tive crises em que achei que eu fosse morrer (coisas que a gente pensa quando está em pânico) e faz apenas 3 anos que eu soube que tinha isso, antes eu não sabia o que era e nem imaginava que eu tinha uma fobia.  A emetofobia já me atrapalhou muitas vezes na vida, mas outras eu consegui conviver com ela e nem sentia que ela estava ali. É isso que eu busco, conviver com minha fobia sem precisar de remédios, apenas com auto controle. Por isso criei o Br(eat)hing aqui no blog, tanto para a emetofobia quanto para a anorexia que veio com ela e que eu acredito que consegui superar, diferente da fobia que ainda me faz passar por poucas e boas. Eu realmente acredito que eu não tenha o tipo de leitor que pensa que fobia é "frescurinha", (espero que todos sejam mais inteligentes do que isso) então sei que vocês vão entender. A muito tempo recebo apoio pela tag e agora espero ter conseguido dar uma boa resposta para todas as perguntas de vocês. Se não, podem me perguntar que eu respondo o que faltou depois.

You Might Also Like

0 comentários: